Queridos irmãos e irmãs, tendo como base a frase que aos que me conhecem escutam com certa freqüência, “que a gente só ama o que conhece” resolvi postar para vocês uma série de formações sobre detalhes que muitas vezes não sabemos da nossa Igreja, vamos à primeira:

Em um concurso para professor de formação religiosa no estado de São Paulo teve a seguinte pergunta: Padre na Igreja católica apostólica Romana pode casar?

Todos os que fizeram o concurso erraram a questão, por quê? Vamos responder:

A nossa Igreja é formada por 23 igrejas sui-juris (segundo a doutrina tradicional católica, igrejas sui-juris é um termo canônico que significa mesma jurisdição), é dividida em ocidental e oriental e tem seis ritos: o Romano, o Bizantino, o Antioquiano, o Alexandrino, o Caldeu e o Arménio. Um processo difícil de ser compreendido em uma primeira observação. Mas vamos por partes:

1. Rito significa uma forma de celebrar a liturgia: a nossa igreja tem seis tipos diferentes além dos sub-ritos.

2. Isso ocorreu durante o passar do tempo: um processo histórico-cultural em que cada comunidade fundada pelos apóstolos criaram diferentes jeitos de celebrar a fé e de reger canonicamente sua comunidade, sem ferir a unidade.

3. Formando assim 23 igrejas reunidas e unidas em ligação umas com as outras e subordinadas ao Papa que também é o Bispo de Roma – denominado de Vossa Santidade, Sucessor do Apóstolo de Pedro e Vigário de Cristo – na sua qualidade de Sumo Pontífice da Igreja Universal (Católica).

4. Nossa Igreja é dividida em duas a do Oriente (2%) e a do Ocidente (sendo 98%), sendo essa última, com certeza a mais difundida e conhecida, pois já nasceu no tempo em que Roma era o centro do mundo e um dos seus imperadores – Constantino – se converteu e a tornou estatal.

5. Mas a do Oriente, não menos importante com suas ricas tradições, por muito tempo ficou restrita aos países de origem, contudo, com o advento da globalização elas foram criando notoriedade aproximando-se do ocidente e se expandindo. Já nos dizia o saudoso João Paulo II “a Igreja precisa respirar com seus dois Pulmões”.

6. O processo histórico se deu assim: no inicio do terceiro século a igreja do Ocidente torna o celibato obrigatório (anteriormente a maioria eram casados incluindo os papas) para o sacramento da ordem e permaneceu assim até o Vaticano II quando se decidiu tornar opcional para os diáconos em 1964. Por outro lado a igreja do oriente não acompanhou essa norma de conduta por inteiro, só os bispos tornaram-se celibatários, os padres e diáconos permaneceram com a livre opção.

7. Em casos extraordinários, como aconteceu há pouco tempo, o Papa Bento XVI acolheu uma diocese Anglicana onde todos os padres e diáconos eram casados e assim permaneceram exercendo os seus ministérios.

Dessa maneira lembrando a história que apresentamos no inicio desse artigo sobre o concurso a resposta correta seria sim!